quinta-feira, junho 17, 2010

amália, a amiga à força...

a amália chegou ontem à noite e fica cá em casa até amanhã. tem dois anos, é uma pulga eléctrica e é mais pequena que a bobina. aliás, a bobina ao pé da amália parece uma ovelha pronta a ir para o forno (se é que metem ovelhas no forno).

a amália chegou devidamente equipada com cama e comida. logo à chegada fez xixi na cama da bobina. como cá em casa há sempre duas camas de serviço, lavei a acidentada e troquei pela outra. a amália não se importou e foi nela que passou a primeira noite cá em casa. a bobina, com medo de perder a liderança, dormiu toda a noite aos meus pés. e dizer toda a noite talvez seja um belíssimo eufemismo para dizer "as poucas horas", que a algazarra das cadelas nos deixaram para repousar a noite passada.

a amália não sabe brincar. anda sempre atrás da bobina, e como a modos que é ignorada, morde-lhe o pescoço, o focinho, o lombo, o rabo e o que mais apanhar. a bobina não gosta, claro está, mas se as separo, temos logo choradeira. estão as duas exaustas. ninguém disse que conviver no mesmo espaço era uma tarefa fácil. a tarde de hoje foi passada com cada uma a dormir para seu lado. a amália apoderou-se das duas camas da bobina, que com este calor tem "preferido" dormir ao fresquinho no chão. é que a bobina não cabe na cama da amália, deitada.

2 comentários:

lisabel disse...

:-D Desculpa, só agora vi este post (daí ter perguntado quem era a Amália, acima). Tira fotos, tira! :-)

mary-john disse...

serão publicada em breve, mas a maioria em separado :) a bobina evitar estar no mesmo m2 da amália!