segunda-feira, abril 20, 2009

às urtigas...



a bobina foi-me chamar. já tinha apagado a luz, ela já se tinha deitado de livre e espontânea vontade e o cansaço era tal que nem veio ter comigo quando a chamei para lhe fazer uma festa de boas noites e dorme bem. sim, trato a cadela, a modos que como uma criança. não se levantou. nada de estranhar nos dias de grande correria, como foi o caso.

a bobina foi-me chamar minutos depois de eu ter apagado a luz. saltou para a minha cama e andou com o focinho às voltas na minha cabeça. protegi a cara da língua compulsiva, ignorei as cabeçadas e mandei-a dormir. ela obedeceu, mas voltou a levantar-se da cama dela, sem conseguir estar quieta. acendi a luz, ao ouvi-la saltar para o sofá, para a repreender. veio ter comigo, já com os olhos mais vermelhos que o costume. fiquei preocupada, mas mandei-a descansar.

a bobina foi-me chamar de novo, agora já aflita. ao acender novamente a luz, em vez dos olhos simplesmente vermelhos vi duas batatas no lugar dos olhos e um focinho já disforme. as gengivas estavam do triplo do tamanho normal. presumo que na garganta o inchaço fosse semelhante, uma vez que as dificuldades em respirar já eram bem notórias. aquela espécie de tosse...

o pânico instalado ao domingo à noite. é suposto eu saber o que raio motivou isto? é suposto ligar à vet ao domingo às onze da noite? é suposto eu saber se isto é uma emergência ou se é normal acontecer? enquanto tudo me passa pela cabeça, a bobina instala-se confortavelmente no sofá, de olhos fechados, numa apatia assustadora, que me fez estar uns bons vinte minutos com a cabeça encostada ao focinho dela para ter a certeza de que continuava a respirar. os olhos já mal abrem, e o focinho está feito numa pêra disforme.

diagnóstico da vet por telefone: alergia a uma planta qualquer, do génereo urtiga. confirmo que há urtigas no quintal, porque choveu a semana toda e não pude tratar da jardinagem conforme previsto. ora, a bobina mete o nariz em tudo e com certeza foi dar a uma urtiga. o tratamento passava por metade de um anti-histamínico para combater a alergia e chá de camomila para lavar os olhos e acalmar a comichão.

a bobina foi salva pelo "tio", que em jeito de inem canino veio à nossa mansão munido de zyrtek e chá "noite tranquila", porque cá em casa não há mais que ben-u-ron e alcool etílico na farmácia. é capaz de ser bom sinal. tão bom quanto ver que quase 24 horas depois do incidente ninguém diria que a bobina esteve imóvel neste sofá. está de volta às suas caçadas nocturnas no quintal, que está livre de urtigas e daninhas desde as 7h da manhã (!!!) de hoje. 3-repito-3 sacos de urtigas... e quem precisa do zyrtek agora é a dona.

7 comentários:

Cibele Chaves disse...

Fogo! Que pânico! :(
Isso é que foi uma noite agitada para quem se levanta tão cedo!
As melhoras da Bobina que está linda :)

mary-john disse...

:)
thanks, cibele!
a fera está recuperada, neste momento provavelmente a apanhar um belíssimo banho de sol no quintal enquanto a dona trabalha... não sei quem é que tem a vida de cão!

Anónimo disse...

...de facto é uma lady cheia de panache e beleza. É-é.

mary-john disse...

obrigada, "sr anónimo".
saiu-me uma filha loira :)

lisabel disse...

Mary, desculpa mais uma vez não ter podido ajudar... Ontem já mandei o Nuno ir comprar chá «noite tranquila», espero que não seja preciso, mas se for, já temos :D

mary-john disse...

LOL
agora é que vai começar tudo a dormir bem nos arneiros à pala da fuçanguice da bobina :)
nao te preocupes que ela ja está óptima!
bjos

Anónimo disse...

E a tia não sabia de nada? Eu bem que telefono mas...eu podia ter salvo a situação. Chá noite tranquila não tenho. ternho um de ameixa mas creio que o problema da Bobina não ficaria resolvido. Nem o meu. beijos minha loira saltitante.