sexta-feira, fevereiro 20, 2009

go towards...

os cães têm vários tipos de ladrar. como dizia o Manuel Alegre, naquela magnífica ode ao seu épagneul-breton... cães "como nós". porque nós, por mais cuidadas sejam as palavras que usamos para dizer o queremos, e sobretudo o que não queremos dizer, a entoação que lhes damos em tudo nos denuncia. porque um rosnar nunca se confunde com o ladrar de contentamento. e a pouco e pouco se vai fazendo luz. a bobina dorme, neste momento, tranquila e confortável na cama dela. e novamente... "como nós".

2 comentários:

impéck disse...

"Cães como nós"... deliciosa esta ode de Manuel Alegre. Eu não tenho cão, tenho gatas. Não rosnam. Fazem ronron. A Amália gosta de me chatear pela minha ausência e deixa de vez em quando um xixi no chão. A mim apaetece-me ser cão e rosnar bem alto.

impéck disse...

"Cães como nós"... deliciosa esta ode de Manuel Alegre. Eu não tenho cão, tenho gatas. Não rosnam. Fazem ronron. A Amália gosta de me chatear pela minha ausência e deixa de vez em quando um xixi no chão. A mim apaetece-me ser cão e rosnar bem alto.