terça-feira, setembro 02, 2008

bad to the bone....

quem a viu no dia em que deu à costa sem rei nem roque não acreditaria que estamos a falar de uma e da mesma cadela. as palavras que ma fizeram trazer para casa há quase 3 semanas, rezavam assim: "coitadinha, é tão sossegadinha, parece um boneco, olha para isto, só quer festinhas e poder dormir aos pés de alguém, é tão gira, é que é mesmo gira, olha para estes olhinhos".

três semanas depois... numa calma tarde de terça-feira, esse doce de cadela, coitadinha, tentou atirar-se com unhas e dentes ao pescoço de um rotweiler, felizmente sem sucesso por ter sido detida atempadamente. foi, possuída, a ladrar pela rua fora por ter sido obrigada a desistir da competição. horas depois, rosnou que nem um rotweiler a uma criança de seus 4 anos, por esta estar disfarçada com uma máscara de homem-aranha. certamente nao gosta de super-herois por se achar mais destemida do que todos eles juntos.

alguém acredita que ela nao morde? até prova em contrário, faço dela o que quero sem que tente sequer abrir a boca. abro-lhe o focinho, meto-lhe comprimidos pela garganta abaixo, mexo nas orelhas para tratar otites, puxo-lhe a roupa ao pelo, tudo sem qualquer tentativa de mordidelas. provavelmente ando a habilitar-me... coitadinha, é tão gira. sobretudo quando percebe qual é o lugar ela.

e para aqueles que dizem que a Bobina deve ser uma excelente companhia... enquanto nao estiver domada é mais um monte de preocupações e ansiedades permanentes do que propriamente uma companhia. daqui a dois ou três meses falamos. a luta continua... [final bem a propósito de mais uma festa do avante, que se aproxima... não que me diga alguma coisa, mas achei que era pertinente para a ocasião]

1 comentário:

impéck33 disse...

será que podemos aplicar à Bobina o ditado popularucho: os cães não se medem aos palmos!

A tia paula